Terapia Ocupacional

A Terapia Ocupacional tem como objetivo trabalhar com as ocupações humanas, ou seja, as Atividades de Vida Diária (comer, tomar banho…), Atividades Produtivas (trabalho, escola e atividades domésticas) e Atividades de Lazer (brincar e recreações) para favorecer a autonomia das pessoas, crianças, adultos e idosos em suas diferentes necessidades físicas, sociais, intelectuais e sensoriais.

O terapeuta ocupacional, utilizando atividades significativas para cada pessoa, atua como um intermediário para auxiliar na habilitação ou reabilitação das atividades.

No contexto da Associação Novo Rumo, os terapeutas ocupacionais da casa trabalham com bebês e crianças que apresentam atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, atraso nas atividades escolares, com crianças que apresentam dificuldade com o brincar, trabalham com estruturação e/ou organização da rotina, habilitam e/ou reabilitam crianças em suas atividades.

E tudo isso sempre através do brincar, já que com este, conquistamos as crianças, trabalhamos as regras sociais e facilitamos a aquisição de conceitos.

Perguntas Frequentes

Quem é o Terapeuta Ocupacional?

O Terapeuta Ocupacional é um profissional de saúde que atua na prevenção, avaliação e tratamento de problemas de Desempenho Ocupacional, habilitando a pessoa em risco de ou com disfunção ocupacional, para a realização das ocupações do dia-a-dia.

O que faz o Terapeuta Ocupacional?

O Terapeuta Ocupacional dedica-se a promover a saúde e bem-estar dos pacientes, ajudando a pessoa em risco de ou com disfunção ocupacional a ganhar autonomia no dia-a-dia.

Quem precisa de Terapia Ocupacional?

 Ao vivenciar novas experiências, as crianças adquirem as seguintes habilidades:

– Motoras – andar, correr, pular e manipular os objetos.
– Cognitivas – processar as informações, manter a atenção nas tarefas, memorizar conteúdos.
– Emocionais – demonstrar sentimentos, controlar raiva, lidar com frustrações;
– Percepto-sensoriais – perceber seu corpo no espaço e distinguir objetos através do tato.
– Comunicação – aprender gestos, falar, expressar uma necessidade.
– Sociais – iniciar um diálogo, compartilhar objetos e conviver em grupo.

Por diversos motivos (síndromes, malformações, lesões neurológicas e ortopédicas, déficit de atenção e hiperatividade, atrasos, deficiências intelectuais e físicas, problemas de saúde mental, entre outros) o desenvolvimento dessas capacidades pode ser prejudicado ou interrompido.

O desempenho da criança nas atividades cotidianas é diretamente influenciado, e ela pode apresentar dificuldades na hora de brincar, estudar, cuidar-se, comer, vestir-se, participar de atividades em grupo, entre outras. O Terapeuta Ocupacional tem amplo conhecimento sobre o desenvolvimento infantil. Sendo assim, o profissional realiza uma avaliação completa do desempenho ocupacional, identifica quais as capacidades precisam ser adquiridas em determinada idade e traça objetivos no sentido de melhorar, adaptar e/ou possibilitar o desempenho da criança nas atividades, melhorando assim sua qualidade de vida, saúde, educação e participação nos ambientes sociais.

Como o Terapeuta Ocupacional pode ajudar o meu filho especial?

No tratamento, a utilização de jogos, brincadeiras, atividades expressivas e artísticas é uma importante estratégia no trabalho com as crianças, pois promove o aprendizado e o desenvolvimento com mais facilidade e rapidez.

O Terapeuta Ocupacional também domina e utiliza técnicas e estímulos específicos, treino e adaptação das atividades de vida diária, prescrição e confecção de tecnologias e recursos para ampliar habilidades funcionais, orientação dos familiares, entre outras.

A Terapia Ocupacional é muito importante na vida de crianças que possuem dificuldades e limitações para realizar as atividades cotidianas. É importante lembrar que o tratamento/reabilitação da criança precisa ser iniciado o quanto antes, pois quanto mais cedo, maior a facilidade para aprender e se adaptar.