Psicopedagogia

A Psicopedagogia nasceu da necessidade de uma melhor compreensão do processo de aprendizagem e se tornou uma área de estudo específica que busca conhecimento em outros campos e cria seu próprio objeto de estudo. (BOSSA, 2000,p. 23)

A atuação Psicopedagógica pode ser em diversas áreas, de forma preventiva e terapêutica, objetivando compreender os processos de desenvolvimento e aprendizagem humana.

Clínico: Atua na intervenção, em diagnosticar, orientar, atender em tratamento e investigar os problemas oriundos do processo de aprendizagem.

Institucional: Atua de forma preventiva. Seu papel é analisar e pontuar os fatores que favorecem, intervém ou prejudicam uma boa aprendizagem, visando facilitar o processo de aprendizagem em instituição escolar.

O Psicopedagogo deve recorrer a várias estratégias por meio de técnicas e métodos próprios buscando a solução dos problemas decorrentes desse processo, que sejam estabelecidos estímulos significativos para que se estruturem novas formas de pensar e agir na construção do conhecimento.

Perguntas Frequentes

Meu filho precisa de atendimento psicopedagógico?

Crianças ou adolescentes que apresentem as seguintes características, precisam de um acompanhamento psicopedagógico:

– Dificuldade na aprendizagem.
– Dificuldade de atenção e concentração.
– Dificuldade para se organizar face às tarefas escolares e termina-las.
– Lentidão para execução das tarefas escolares..

Como é o atendimento psicopedagógico?

O psicopedagogo desenvolve atividades que estimulam as funções cognitivas que não estão ativadas no paciente e a questão afetiva e social. O psicopedagogo contribui para a construção da autonomia e independência, através da relação com “como eu aprendo” e “como me relaciono com o saber”.  Durante as sessões com o psicopedagogo, os recursos como jogos, livros e computador, tem a finalidade de descobrir os estilos de aprendizagem do paciente: ritmos, hábitos adquiridos, motivações, ansiedades, defesas e conflitos em relação ao aprender. O psicopedagogo tem a função de auxiliar o indivíduo que não aprende a se encontrar nesse processo, além de ajudá-lo a desenvolver habilidades para isso.

O que é Dislexia?

É importante saber que a dislexia não é uma doença, senão um distúrbio genético e neurobiológico que independe da preguiça, falta de atenção ou má alfabetização. O que ocorre é uma desordem no caminho das informações, o que inibe o processo de entendimento das letras e, por sua vez, pode comprometer a escrita. É claro que os sintomas da dislexia variam de acordo com os diferentes graus do transtorno, mas a pessoa tem dificuldade para decodificar as letras do alfabeto e tudo o que é relacionado à leitura. O disléxico não consegue associar o símbolo gráfico e as letras ao som que eles representam.

.

O que é TDA/H?

O Transtorno do Déficit de Atenção (TDA/H) é o diagnóstico neuropsiquiátrico usado para nomear um comportamento desatencional com ou sem histórico de hiperatividade física ou mental excessivo, presentes predominantemente em crianças e adolescentes. Em adultos tal diagnóstico só foi constatado a partir dos anos 90. Acredita-se que os sintomas desapareçam na medida em que os indivíduos adentrem para idade adulta, havendo poucos casos de prevalência, principalmente da hiperativade, nessa parcela da população.