Jovem autista realiza exposição de arte sustentável em Aracaju

Se no lugar da letra ‘u’ da palavra autista você colocar ‘r’ ela vira artista. Gustavo Bomfim fez esta mudança na própria vida e tem impressionando quem conhece o trabalho dele. De sábado (17) até a próxima sexta-feria (23), o sergipano realiza a exposição “Criações da Reciclagem”, montada numa loja da família, na Avenida Francisco Porto, 143, no Bairro 13 de Julho em Aracaju (SE).

“Meu sonho é tornar meu trabalho conhecido”, declara o jovem de 22 anos que, com ar de tranquilidade, passa maior parte do tempo observando o ambiente ao redor, deixando a criatividade fluir diante dos objetos que encontra para fazer arte.

Quem passar pela primeira exposição do sergipano vai perceber que a matéria prima é formada por recipientes plásticos de alimentos, produtos de higiene pessoal e papelão, objetos que deixaram de ter como destino os lixões. “Pego os potes na minha casa e meus amigos também trazem para eu fazer meu trabalho”, disse Gustavo.

Guga, como é chamado carinhosamente pela família, possui autismo leve e desde os quatro anos de idade demonstra interesse pelas artes. Ele começou com as massas de modelar, depois se aventurou na pintura em tela, utilizando tinta guache.


O material que iria para o lixo vira arte nas mãos do sergipano (Foto: Anderson Barbosa/G1)

As peças encantam pelas formas, colorido e criatividade. A perfeição e riqueza nos detalhes são um verdadeiro exercício de superação e inclusão social. “Ele não se limita ao autismo, pelo contrário, se supera a cada dia. Quando percebi este talento comecei a incentivá-lo, inclusive o quarto dele foi transformado em um atelier, onde tem tudo o que precisa pra fazer o que mais gosta”, conta a mãe de Guga, dona Suely Bomfim.

Autodidata, sempre faz pesquisas para produzir as peças. “Muita coisa é criação da cabeça dele, mas quando quer fazer algo, tipo a série sobre os animais marinhos, navega na internet e procura todas as informações para aplicar no trabalho. Quando descobri este talento do meu filho fiquei encantada. Sou apaixonada pelo que ele faz”, declara a mãe, que ajudou na montagem da exposição.

Via G1

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *