Brincar ajuda a criança a se socializar e a desenvolver habilidades

A pediatra e médica do esporte, Dra. Ana Lúcia de Sá Pinto explica como brincar desenvolve o cérebro e fala também porque a Organização Mundial de Saúde pede que os países aumentem o imposto sobre refrigerantes para diminuir o consumo.

A OMS recomenda que as crianças façam pelo menos 60 minutos de atividade física diária, moderada ou intensa. Brincar é uma atividade completa: ajuda a criança a se socializar e desenvolve habilidades que são muito importantes para a vida adulta.

Quando a criança brinca ela segue regras. Brincar melhora a capacidade cognitiva e a criança apresenta um melhor desempenho na escola. Auxilia no desenvolvimento motor, muscular, ósseo e articular. Oxigena os pulmões e aumenta a força.

E se a brincadeira for ao ar livre: a luz solar regula o metabolismo e o sono. A atividade física para agradar a criança deve ser algo lúdico, deve estimular a brincadeira no esporte para que isso seja prazeroso e não uma obrigação.

Os adultos precisam se envolver nas brincadeiras para estimular a atividade, o correr, o pular, o raciocinar. Mas também precisam sentir prazer, não pode ser obrigação.

 Via Bem Estar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *