A importância dos primeiros anos de vida para o cérebro do bebê

O começo de uma nova história. O começo da vida, o começo de tudo. E nessa caminhada, você sabe o que pode dar de mais importante para o seu filho? Amor, carinho, atenção?

O Bem Estar desta sexta-feira (13) falou sobre a primeira infância e para deixar o programa ainda mais cheio de carinho e de informação, o estúdio contou com a participação da pediatra, doutora Ana Escobar e do neurologista, doutor Tarso Adoni.

Os primeiros anos de vida são como a arquitetura de uma casa. O cérebro está em construção e os bebês podem nos ensinar muitas coisas.

Doutor Tarso explica que todos nós nascemos com o mesmo número de neurônios, em torno de 86 bilhões, e o que faz diferença nos primeiros anos são as comunicações entre eles, as chamadas sinapses. É como se construíssemos estradas no nosso cérebro, que vamos usar ao longo da vida.

Essas estradas vão ser construídas e caso não sejam utilizadas, ou sejam pouco utilizadas, elas vão ser perdidas, não vão fazer mais as comunicações. O número de neurônios não se reduz, o que se reduz são as comunicações, as sinapses, e isso é um mecanismo fisiológico, normal.

“Não utilizei, isso é podado. Utilizei, isso é reforçado”, explica o médico.

Via G1

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *